Como substituir o sal da sua alimentação

O nome legítimo do sal é cloreto de sódio, mas porque será que dizem que ele pode fazer tanto mal? Na realidade o excesso de sódio na circulação é capaz de reter líquido e aumentar a sensação de sede. Com isso, mais água passa a ser ingerida com o objetivo de diluir o sal e maior será o volume de liquido na corrente sanguínea, o que pode levar ao aumento da pressão arterial e sobrecarga do coração. Especialistas defendem que o sal refinado ou de cozinha deveria ser usado com moderação na preparação dos alimentos e retirado da mesa para evitar a adição a refeições já prontas. Ele é uma mistura de 60% de cloreto e 40% de sódio, substâncias que, juntas, formam o sal 1 g de sal refinado = 400 mg de sódio. No Brasil, o consumo chega em média a 12 gramas diários de sal, o que significa o dobro das 6 miligramas recomendadas para qualquer indivíduo, hipertenso ou não. Para não haver confusão, é bom lembrar que uma colher de chá contém quatro gramas de sal. A recomendação da Sociedade Brasileira de Hipertensão é limitar a apenas duas colheres rasas de café por dia na preparação de alimentos, o que soa como uma quantidade muito pequena, porém, uma boa sugestão é trocar o excesso de sal pelo uso de ervas e especiarias.
Ervas aromáticas como alecrim, estragão, tomilho, hortelã, salsa, erva-doce, ou sálvia assim como temperos do tipo pimenta, curry, noz-moscada, canela, acafrão e cravo podem fazer a grande diferença na preparação de pratos.
Pode-se usar um moedor e preparar várias ervas aromáticas juntas para obter uma mistura fina que pode ser colocada no saleiro e utilizada à vontade na preparação da finalização de pratos em substituição ao sal convencional. As especiarias, além de seus deliciosos sabores, têm em sua composição substâncias que auxiliam o bom funcionamento do organismo. Como vimos, diminuir o sal pode ser uma boa pedida para a sua saúde, mas não é necessário que sua comida fique sem graça.

Fonte:
Dr. Filippo Pedrinola (Médico Endocrinologista)
Sociedade Brasileira de Cardiologia